CONTRIBUA COM NOSSAS AÇÕES... ENTIDADE PARCEIRA REDE MANDACARU BRASIL

sábado, 31 de agosto de 2013

Programas e ações educacionais incluirão relações étnico-raciais


Igualdade racial


Programas e ações educacionais incluirão relações étnico-raciais

O Ministério da Educação instituiu nesta sexta-feira, 30, em portaria normativa, que os programas e ações da pasta devem incluir a educação para as relações étnico-raciais, o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana. No mesmo documento, o ministério dá prazo de 90 dias para que as instituições federais vinculadas, secretarias e autarquias proponham as medidas necessárias à incorporação dos requisitos agora definidos.

Na prática, a inclusão da educação para as relações étnico-raciais significa que essa temática deve estar presente na formulação e produção de materiais didáticos e paradidáticos, e nas linhas e eixos de ação que compreendem o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana. O objetivo da medida é promover a igualdade racial e enfrentar o racismo.

A novidade é a instituição da coleta do quesito raça-cor nos instrumentos de avaliação do Ministério da Educação e no censo escolar. A portaria orienta que o preenchimento do campo raça-cor deverá respeitar o critério de autodeclaração, segundo os padrões utilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e que já constam nos formulários do sistema de saúde – branca, preta, amarela, parda ou indígena.

Todas as ações a serem desenvolvidas para atender o objetivo da inclusão da educação para as relações étnico-raciais serão coordenadas pela Secretaria de Educação Continuada, alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi), em articulação com as secretarias e autarquias vinculadas ao MEC.

Ionice Lorenzoni

Confira a Portaria Normativa nº 21, publicada no Diário Oficial da União de 30 de agosto de 2013

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

COLEÇÃO HISTORIA GERAL DA AFRICA EM PORTUGUES EM PDF - GRATIS - UNESCO BRASIL E MEC/SECADI - FORUN PERMANENTE DE EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ETNICOS RACIAIS...


Coleção História Geral da África em português ...


Publicada em oito volumes, a coleção História Geral da África está agora também disponível em português. A edição completa da coleção já foi publicada em árabe, inglês e francês; e sua versão condensada está editada em inglês, francês e em várias outras línguas, incluindo hausa, peul e swahili. Um dos projetos editoriais mais importantes da UNESCO nos últimos trinta anos, a coleção História Geral da África é um grande marco no processo de reconhecimento do patrimônio cultural da África, pois ela permite compreender o desenvolvimento histórico dos povos africanos e sua relação com outras civilizações a partir de uma visão panorâmica, diacrônica e objetiva, obtida de dentro do continente. A coleção foi produzida por mais de 350 especialistas das mais variadas áreas do conhecimento, sob a direção de um Comitê Científico Internacional formado por 39 intelectuais, dos quais dois terços eram africanos.

Brasília: UNESCO, SecadI/MEC, UFSCar, 2010.
Download gratuito (somente na versão em português):

PARTICIPE E FAÇA PARTE DA CONSTRUÇÃO  DO SEU FORUN LOCAL PERMANENTE DE EDUCAÇÃO E  DIVERSIDADE ETNICO RACIAL DO MEC/SECADI - EM SEU ESTADO EM CONSONACIA COM AS LEIS 10.639/03  E 11645/08



MANDACARURN@GMAILCOM

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Justiça Seja Feita - Racismo (02/09/12)

Rio Grande do Norte dá início à etapa estadual da Conae veja na integra as contirbuições dos delegados em todas as conferencias do rio grande do norte....

Rio Grande do Norte dá início à etapa estadual da Conae

veja na integra as contirbuições dos delegados em todas as conferencias do rio grande do norte....

http://www.ebah.com.br/content/ABAAAgHJYAG/documento-final-coeed-conae-a-partir-das-decisoes-no-rn





A II Conferência Nacional de Educação (Conae) dá um passo importante nesta terça-feira (27). O Rio Grande do Norte inicia a etapa estadual da Conae. O encontro prossegue até quarta-feira (28), no Hotel Pirâmide, em Natal. O evento estadual ocorre após o encontro de mais de três mil pessoas durante a etapa municipal/intermunicipal. 
O coordenador do Fórum Nacional de Educação (FNE), Francisco das Chagas, estará presente no encontro, em Natal, como debatedor do Eixo VII do Documento-Referência. Ele reforçou a importância deste pontapé. "Chegamos ao momento da etapa estadual da Conae. Rio Grande do Norte é o primeiro estado depois de realizar 18 conferências intermunicipais. É muito importante esta etapa porque é dela que sairão as propostas para o Documento-Base e onde os delegados e delegadas são eleitos para a Conferência Nacional", enfoca.

O Fórum Estadual do Rio Grande do Norte disponibilizou, em sua página na internet , as emendas o Documento-Referência do Estado. Ele foi elaborado após a sistematização dos colóquios realizados na etapa intermunicipal . Também está disponível na página do estado o Regimento Interno da Conferência Estadual do Rio Grande do Norte.

Conae nos municípios

A etapa intermunicipal foi realizada de 22 de maio a 26 de junho de 2013, numa ação conjunta entre o Fórum Estadual de Educação do Rio Grande do Norte (FEE-RN) e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Entre os debatedores estavam pais, estudantes, profissionais da educação, poder público e sociedade civil organizada, que analisaram o tema da II Conae, "O Plano Nacional de Educação (PNE) na articulação do Sistema Nacional de Educação: participação popular, cooperação federativa e regime de colaboração", e foram norteados pelos os sete eixos do Documento-Referência.

Confira a programação da Conferência Estadual do Rio Grande do Norte

27 de agosto
12h – Início do Credenciamento
14h – Cerimônia de Abertura
14h30 – Leitura e aprovação do Regimento
15h às 17h – Conferências
Eixo I – O Plano Nacional de Educação e o Sistema Nacional de Educação: Organização e Regulação
Expositor: Antônio Cabral Neto (UFRN)
Eixo VII: Financiamento da Educação, Gestão, Transparência e Controle Social dos Recursos
Expositor: Gil Vicente Reis Figueiredo (UFSCar/Proifes/FNE)
Debatedor: Francisco das Chagas Fernandes (SAE/MEC/FNE)
Eixo V – Gestão Democrática, Participação Popular e Controle Social
Eixo VI – Valorização de Profissionais da Educação: Formação, Remuneração, Carreira e Condições de Trabalho
Expositora: Betania Leite Ramalho (UFRN/SEEC)
Debatedor: Heleno Manoel Gomes de Araújo Filho (CNTE/FNE)



acesse e contribua com postagens e doações e serviços.... AS COMUNIDADES AGRADECEM....

mandacarurn.blogspot.com.br











RADIO MANDACARU BRASIL RESISTENCIA NORDESTINA